Archive for the 'Ficção' Category

26
jan
09

A Cabana

Livro A CabanaFaltam poucas páginas para completar a leitura do livro “A Cabana” de William P. Young, mas já me sinto a vontade pra escrever sobre esse livro que já considero marcante pra minha vida e formação espiritual. Fiquei conhecendo o livro através do blog do Sandro Baggio e me interessei pela proposta nada ortodoxa de mostrar o conceito de Deus, Jesus e o Espirito Santo.

O personagem principal da história é Mack, um pai que é dominado pelo sentimento da culpa de não poder ter feito nada para salvar sua filha de ter morrido nas mãos de um assasino durante um fim de semana em família. Ele fica transtornado ao receber um bilhete de alguém, que assina como Papai (modo que sua esposa chamava Deus), para ter um encontro com ele na cabana onde sua filha foi assasinada, pensando ser uma brincadeira de mal gosto, ele acha vários motivos para rejeitar a idéia mas chega ao ponto de ter a curiosidade de que talvez tenha sido o próprio Deus o autor do bilhete.

A velha cabana é uma metáfora perfeita para alma de Mack, e a cura proporcionada pelo Papai, onde velhos dogmas e conceitos pré-estabelecidos de quem é Deus na visão do personagem caem e ele vai conhecendo através de diversas experiências razões de porque ele não tem o controle de tudo sobre sua vida.

O livro é um pouco polêmico pois nos mostra a Trindade de uma forma física muito diferente, mas em seu caráter com uma visão bíblica, além disso há alguns fatos que podem ser discordados no livro, o que é bastante normal em qualquer obra de ficção, mas a essência está em demonstrar que o conceito que criamos de Deus está muito longe daquilo que ele realmente é, e que ele pode se revelar através de maneiras inesperadas em nossa vida.

O livro é um bestseller fora do país e já tem sido muito bem vendido aqui, e segundo o autor, William P. Young, ele não é um livro de auto ajuda mas “é um livro sobre seres humanos que não têm ajuda, que se encontram imóveis por alguma razão. Aí, ao encontrar Deus, são ajudados”. Além disso, Young não escreveu A Cabana com pretensão de ser uma máquina de fazer dinheiro, mas o livro nasceu de um desejo de sua esposa para que ele escrevesse um livro sobre sua visão de mundo para os seus filhos, então ele acabou distribuindo algumas poucas cópias para parentes e amigos, mas acabou tendo uma repercussão tão positiva que acabou sendo comprado por uma pequena editora e feito o estrondoso sucesso pelo mundo. Não sei quanto a você, mas eu consigo ver uma mão divina nisso tudo aí.

Por Everson Barbosa.

Anúncios
16
out
07

Three

ThreeTed Dekker não é um Chesterton, nem um Lewis, nem muito menos um Tolkien. Essa não é a melhor forma de começar uma avaliação literária, mas agüente firme.

Dekker é filho de missionários. Viveu por muitos anos na Indonésia e tem seus estudos em Religião e Filosofia (ambos muito bem aplicados ao livro em questão). Trabalhou como administrador em uma empresa de assistência médica e logo depois se enveredou pelos caminhos do Marketing. Mas vocação é vocação, e desde 1997 ele é escritor full-time.

“Three” não é seu primeiro livro. Foi lançado em 2003 e só este ano a Thomas Nelson o lançou no Brasil. Talvez pela editora ter se instalado este ano no Brasil, o que faria todo sentido no mundo.

O livro é descrito como ficção e romance. Mentira. É suspense psicológico, e dos bons. Outros exemplos desse estilo seriam “O Iluminado”, de Stephen King e “Clube da Luta”, de Chuck Palahniuk.

O assunto central é a luta interna entre o bem e o mal. A história circula ao redor de Kevin Parson e de seus relacionamentos: Samantha, Jennifer e o Dr. John Francis, seu mentor e professor no Seminário onde estuda Teologia. Pelo que entendi, o livro teve como base o texto de Romanos 7:15-25.

O livro tem 347 páginas, e é para ser lido de uma vez só. É envolvente e angustiante. É bom. Muito bom.

Espero que a Thomas Nelson traga outros livros do autor. Precisamos de bons livros romanceados assim. Ele não se compara aos três autores ingleses que citei no início da avaliação, mas não deixa nada a desejar comparado com autores de thriller modernos.

E pelo que entendi, “Three” virou um filme. Ponto extra.

Por Eduardo Mano.

06
jul
07

Deixados Para Trás

Deixados Para TrásPara quem gosta de longas tramas é um prato cheio. E põe cheio nisso, a série Deixados Para Trás é composta por nada menos que 12 livros! Aproximadamente 5000 páginas com uma história eletrizante.

Os renomados autores Tim Lahaye e Jerry B. Jenkins romantizam o livro do Apocalipse como ninguém. A história parte do dia do arrebatamento, quando Jesus vem buscar seus fiéis, passa pelos 7 anos de tribulação e finaliza na grande volta do Messias que vem estabelecer seu reino aqui na terra. A trama se concentra em volta de um grupo de personagens que não foram levados no arrebatamento, ou seja, foram deixados para trás e que tiveram familiares ou amigos que foram arrebatados. Suas histórias vão se entrelaçando numa trama bem feita, é claro que numa história desse tamanho as vezes os autores enrolam um pouco, com vários trechos dispensáveis, mas nada que afete sensivelmente a leitura.

Em geral os livros que falam sobre o Apocalipse são confusos e difíceis de entender, o que não acontece aqui, os autores criam uma atmosfera de suspense constante onde ao final de cada livro você fica se perguntando – O que será que vai acontecer agora? – e então parte para o próximo livro com vontade de ler.

É uma das séries de livros mais vendidas, com mais de 65 milhões de exemplares em vários idiomas, além de uma coleção voltada para jovens. Três filmes também foram produzidos sobre a série.

Se você quer entender melhor os eventos do apocalipse, embora seja uma visão dos autores, que não pode corresponder a realidade como se tratam de eventos futuros, eu indico! Boa leitura!

Por Alis Queiroz.

12
jun
07

O Grande Abismo

Que C.S. Lewis é genial, todo mundo sabe, mas como se isso já não fosse o bastante ele ainda usou toda a sua criatividade para o enriquecimento da literatura cristã. Autor dos 7 livros da série As Crônicas de Nárnia , o autor nunca teve receio de misturar mitologia à ilustração de sua obra, mesmo conhecendo, penso eu, toda a resistência dos leitores de sua época. Lewis, escrevia apenas pela missão, e isso lhe era prazeroso.

O Grande Abismo da Editora Vida é uma parábola, na qual o autor tenta de forma simples, como sempre, fazer com que as pessoas entendam o verdadeiro sentido do que é estar no paraíso, ou no inferno, aliás no livro os dois chegam a conviver juntos, não no mesmo espaço, mas no mesmo caráter.

No livro o autor trata de assuntos como a luta do velho homem com a nova criatura, a mudança e crescimento ao longo de uma caminhada na vida cristã.

Uma das citações mais famosas de C.S. Lewis se encontra nesse livro: Há dois tipos de pessoas: as que em submissão e amor, dizem a Deus “Seja feita a Tua vontade, e aquelas a quem o própio Deus diz: seja feita a sua vontade.

Por Thiago [iPodJesus].




"Só um livro é capaz de fazer a eternidade de um povo." - Eça de Queiroz

Assine o nosso Feed

categorias

Comentários

Publicidade

Blog Stats

  • 60,381 hits

Gospel Top Sites

Eu faço parte da Blogosfera Cristã